Formigas Cortadeiras

As formigas-cortadeiras, Attaspp. (saúvas) e Acromyrmexspp. (quenquéns), possuem ampla distribuição geográfica e são consideradas as principais pragas dos reflorestamentos no Brasil, devido ao elevado número de colônias por área, ao grande número de indivíduos por colônia, a grande voracidade e a sua presença constante nos plantios florestais. As perdas variam de 30% e 50% do povoamento na fase de implantação. O desfolhamento pode reduzir a produção de madeira em um terço no ano seguinte. 

As saúvas, podem atingir até 15mm de comprimento e possuem três pares de espinhos na parte superior do tórax, seus formigueiros são conhecidos como sauveiros, constituídos de diversas câmaras ou panelas ligadas entre si e apresentam um monte de terra solta ao redor dos olheiros. As quenquéns apresentam de quatro a cinco pares de espinhos no tórax e seus formigueiros são menores e geralmente constituídos de uma panela o que torna mais fácil seu controle. 

Referência Bibliográfica
COSTA, E. C.; D’AVILA, M.; CANTARELLI, E. B. Entomologia Florestal. 3 ed. – Santa Maria: Ed. Da UFSM, 2014. 256p. 

Recommended products

Inseticida

K-othrine® 2P

K-OthrineⓇ 2P é um inseticida indicado para o controle de...

Ver produto